CALENDARIZAÇÃO DAS ATIVIDADES/EVENTOS NA BIBLIOTECA

quinta-feira, 27 de abril de 2017

ODEMIRA A LER+

Realizou-se hoje a final do Concurso Concelhio de Leitura e todos os envolvidos estão de parabéns pelas excelentes participações.
Fica aqui um especial agradecimento aos vencedores do agrupamento : Francisco Martins Afonso do 3º ano turma E; Isadora Lobo Silva do 5.º ano turma B e Mariana Azevedo Morais do 6.º ano turma B. Aos outros concorrentes, Margarida Mateus, Rebeca Encarnação, Juliana Manuelito, Madalena Costa e Maria de Deus Batista, muitos parabéns pela sua excelente participação.
Aqui ficam as nossas Estrelas 



terça-feira, 4 de abril de 2017

SUGESTÕES DE LEITURA

 Mistério no Pavilhão de Portugal relata a movimentada aventura de Duarte e Marta (dois adolescentes colegas de turma) após saírem de um concerto rock do Pavilhão de Portugal, quando reparam num vulto masculino que se movimenta sobre a cobertura do edifício, decidem investigar o que se passa.



Obra de Maria Inês Almeida e Joaquim Vieira. Ilustrada por Zé Nova e Ana Freitas.








 A de Mc Gurk  em imitar  Sherlock Holmes vestindo o roupão do  pai, repetindo, "elementar, mau caro..." e arranhando o violino, está  a levar todos os outros à loucura. Contudo, acontece que esta loucura levanta um novo caso e, num abrir e fechar de olhos, os detetives  estão embrenhados numa verdadeira caça ao tesouro (e que tesouro)....


O violino desafinado, de E.W. Hildick. Ilustrado pr Luís Anglin e traduzido por Ricardo Alberty



Ulysses Moore está vivo. Sempre esteve na Vivenda Argo, à vista de Jason e Julia...
Todos querem a mesma coisa: encontrar a Primeira Chave, a única capaz de abrir qualquer Porta do Tempo. Chegou a hora da verdade. Finalmente os jovens obterão respostas às suas perguntas...



A Primeira Chave, de Ulysses Moore e traduzido por Filipe Guerra







Depois de Mosca Mye "acidentalmente" pegar fogo ao moinhos onde o tio a acolheu após a morte do pai, esta rapariga de doze anos não tem outra alternativa senão fugir da aldeia onde vive e ir em busca de outras oportunidades. Mas as coisas não vão correr exactamente como ela pensava. É que Mosca tem um dom bastante invulgar na sua comunidade, sabe ler, e esse facto mudará o seu rumo.



A Rapariga que Sabia Ler, de Frances Hardinge  traduzido por João Seixas. Coleção Estrela do Mar.



BOAS LEITURAS E BOA PÁSCOA!